Como As Crises Se Instauram

Costumamos estar tão envolvidos nos sintomas que acabamos desprezando as causas das doenças ou mesmo das crises. Nesse artigo eu resolvi falar um pouco sobre como as crises se instauram, para trazer à tona o que deveríamos ter em mente, sempre que nos deparássemos com situações extremas, ou seja, que qualquer situação é resultado de ações.

E quais são as ações que nos levam às crises?

Assim como as ações estabelecem às crises, são as ações que poem o fim às crises. Acontece que quando estamos envoltos com as aparentes dificuldades que a crise nos impõe, dificilmente paramos para analisar que tipo de ações precisamos colocar em prática para por um ponto final na crise que nos incomoda.

É certo que na maioria das vezes sequer imaginamos que os nossos atos possam ter alguma relevância no cenário geral, mas olhando mais de perto conseguimos ver claramente que o que dá partida numa crise, é a reação exacerbada a possíveis complicações futuras. Trocando em miúdos, nós começamos a crise quando acreditamos em uma previsão pessimista em relação ao futuro.

>> Entenda mais sobre como acabar com as crises <<

Passo 1 Para a Crise

Todas as crises se estabelecem com a percepção comum de que algo vai dar errado, ou seja, as pessoas passam a acreditar numa previsão pessimista a cerca do futuro e começam a agir como se aquela possível situação futura, já fosse o presente.

Podemos ilustrar isso facilmente com um ensaio mental. Se algumas pessoas começam a dizer que um produto de alto consumo está ficando escasso, a tendência é que as pessoas corram para o mercado comprar mais daquele produto, para estocá-lo. Está aí o comportamento coerente com a situação instaurada.

Agora o que acontece em decorrência do fato das pessoas correrem para fazer estoque do produto que supostamente estaria faltando. As pessoas consomem muito mais do que a média de produção daquele produto, por isso o produto começa a faltar mesmo e até a ficar mais caro, dado a escassez da oferta.

É dessa forma que as crises se instauram, primeiro vem uma previsão, depois as pessoas agem como se a previsão já estivesse ocorrendo, por último a situação realmente acontece, pois as pessoas agem como se ela já existisse, forçando a sua ocorrência.

>> Entenda mais sobre como acabar com as crises <<

Qual A Origem Da Crise

Se você concorda que as pessoas criam as crises a partir de previsões pessimistas, de onde será que surgem essas previsões?

Há de se imaginar que haja diversas fontes para as crises. Algumas podem ser por motivação política, outras por motivação financeira, outras por motivos tidos como nobres, tais como alertar ao mundo sobre a mudança climática ou o derretimento das calotas polares.

O que todas tem em comum é que elas encontram no imaginário do público, um campo fértil para semear uma ideia. Nada mais contagioso do que uma ideia bem defendida.

No artigo da semana passada eu falei sobre “3 Coisas Que Você Dá Importância Mas Não Deveria“. Um dos maiores motivos que me fez escrever esse artigo é justamente a 3ª coisa que você dá importância, que possibilita que as crises se instaurem no consciente coletivo das pessoas. Trata-se da importância que damos às opiniões dos outros.

No momento em que paramos para ouvir atentamente alguém com uma teoria mirabolante sobre algo que, na sua concepção, vai acontecer em breve, abrimos o espaço necessário para essa pessoa plantar a semente da crise no nosso subconsciente.

Por isso, reforço a importância de não darmos importância às opiniões alheias sobre os assuntos que não nos dizem respeito diretamente. Se a opinião tem sentido ou não, se está certa ou não, não é o que está em pauta. Nós criaremos o futuro de acordo com a nossa percepção a respeito dele.

Se tivermos a mente aberta e não tivermos sofrido nenhuma influência a cerca do “futuro provável” é menos provável que esse futuro ocorra. Já se nos permitirmos viver sob julgo das ideias e opiniões alheias a respeito do nosso futuro, criaremos não o futuro que desejamos, mas o futuro previsto por outros, e sabe-se lá por que motivo esse futuro foi “previsto”.

>> Entenda mais sobre como acabar com as crises <<

Saindo Da Crise

Nesse ponto do artigo eu proponho um desafio. Se você percebe a crise ao seu redor e acredita que o que eu descrevi nesse artigo seja verdade, você deve estar ciente então que abriu sua mente para uma sugestão pessimista a respeito do futuro, que te trouxe até esse momento.

A minha proposta é que você permita que eu influencie agora o seu futuro, não com previsões pessimistas, mas com previsões otimistas acerca do seu futuro. Se topar, basta seguir a leitura desse artigo até o fim, caso contrário, pode pular para sua próxima tarefa importante.

Eu conheço pessoas que conseguem mudar o significado das coisas ao seu redor, para tirar sempre o melhor de cada situação. Eu mesmo estou trabalhando para me tornar uma pessoa assim e já tenho conseguido resultados excelentes.

Essas pessoas não sabem o que são crises. Elas enxergam todos os problemas como desafios, e os desafios trazem oportunidades. Elas criam um mundo de oportunidades ao redor delas.

Eu tenho plena convicção de que essas pessoas conseguirão em dado momento, influenciar mais pessoas para projetarem futuros brilhantes ao seu redor, do que as demais pessoas que continuam com suas previsões pessimistas.

Outra convicção que tenho é que quando isso se tornar realidade, não haverá mais crises no mundo, pois os motivadores para as crises serão encarados não mais como problemas, mas sim como desafios e desafios trazem evolução.

>> Entenda mais sobre como acabar com as crises <<

Eu te convido nesse momento a pensar em que ações você tomaria na sua vida, se tivesse a certeza de que esse dia chegará. Que haverá mais pessoas tendo previsões otimistas em relação ao mundo do que pessoas pessimistas.

Liste as ações que você faria ao saber que o futuro te reserva o melhor. Comece a colocar essas ações em prática e construa para você e para as pessoas ao seu redor o melhor futuro possível.

Você acredita que é possível mudar o futuro dessa forma? Acredita no que eu escrevi nesse artigo? Deixe um comentário abaixo dizendo o que você acha do que foi dito e se você topou o desafio.

Um Abraço,

Felipe Baqui

 

Felipe Baqui

Felipe Baqui é analista de sistemas, advanced coach, especialista em desenvolvimento pessoal, tecnologia e marketing digital. Enfrentou aos 22 anos, a falência traumática de sua empresa. 10 anos depois começou um processo de autoconhecimento que possibilitou que hoje ele trabalhasse ajudando pessoas em processos de superação de grandes problemas.

Website: https://felipebaqui.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *