Somos Hoje O Que Pensamos Ontem?!

Penso muito em uma coisa hoje em dia: Somos hoje o que pensamos ontem?!

Desde novo eu sonho em criar algo que seria distribuído e me renderia muito dinheiro durante toda a minha vida.

Eu era fascinado com a tecnologia e comecei a perceber que poderia ser possível desenvolver algo tecnológico que fosse um sucesso de vendas e rendesse milhões rapidamente.

Primeiros Passos

Eu estudei primeiro computação, comecei aos 9 anos. Ganhei meu primeiro computador às vésperas de fazer 10 anos.

Meu pai percebeu que meu desejo por aprender sobre tecnologia seria algo importante para a minha vida e fez de tudo para eu ter acesso a isso.

Quando eu ganhei o computador de imediato percebi que era possível fazer coisas incríveis e que com ele eu poderia transformar o mundo ao meu redor.

Tive várias ideias e iniciativas, mas como ainda era muito jovem, não tive energia e foco suficientes para investir em um único projeto até que este desse certo.

Eu fui crescendo e me tornando uma pessoa de certa forma inconformada com o mundo.

Todo jovem se sente deslocado, mas para mim era como se eu enxergasse algo relativamente óbvio que mais ninguém percebia.

A tecnologia, a computação, a robótica estava presente para substituir o homem nas tarefas comuns e sem demanda intelectual.

Eu não entendia porque isso assustava tanto as pessoas, pois para mim seria ótimo ter um robô para fazer as tarefas braçais e os homens para fazer as tarefas mais nobres, tal como projetar os robôs.

>> Baixe AQUI o meu livro digital “Os 7 Passos da Superação <<

As Garras do Mundo

Somente depois de alguns anos eu fui começando a aceitar o mundo como ele era.

Eu realmente comecei a aceitar que as pessoas estavam fadadas a ter determinados resultados, que alguns eram os escolhidos e conseguiam seus objetivos.

Eu sempre me julguei uma pessoa inteligente e com isso eu acreditava piamente que me esforçando um pouco eu conseguiria ter sucesso.

Para mim se tornou uma questão de lógica o fato de que alguns nasciam privilegiados intelectualmente, uns fisicamente, outros com habilidades específicas.

Quem conseguisse identificar sua genialidade mais cedo e investisse nela, teria sucesso.

Quem não conseguisse fracassaria na vida.

Esse conceito de mundo que eu criei na minha mente foi o sustentáculo do meu desenvolvimento.

Meus resultados refletiram esse modo de pensar e não deslanchei em praticamente nada na vida.

Habilidades Sem Efetividade

Por mais que eu conseguisse soluções incríveis para problemas que as pessoas consideravam impossíveis de superar.

Eu não conseguia fazer disso uma alavanca para meu crescimento e desenvolvimento.

Houve um momento em que me conformei.

Acreditei realmente que minha vida seria um eterno sobe e desce, que acompanharia a maré e que eu havia de me acostumar com isso.

Porém algo mais que qualquer coisa me mantinha acordado à noite.

Algo dentro de mim teimava em acreditar que eu era um “ser especial” e que tinha uma missão nessa vida.

E tinha mais, eu não estava entendendo o que Deus estava tentando me dizer e estava perdendo tempo de vida por conta disso.

Desenvolvi então uma ansiedade crônica que eu negava veementemente para mim mesmo.

Só aceitei o fato quando fui diagnosticado como hipertenso aos 37 anos de idade mas antes disso posso listar vários eventos que hoje me deixam convicto de que eu trago em mim a ansiedade por longos anos.

As Mentiras Que Eu Contava Para Mim

Boa parte dos pensamentos que formavam o meu modo de pensar, veio de inocentes tentativas daqueles que mais me amavam em me preparar para a “realidade” da vida.

Hoje tenho clareza sobre alguns deles, mas na época eu tinha certos “conselhos” como verdades absolutas e isso formou boa parte do que eu fui até alguns anos atrás.

Alguns desses conselhos eu posso citar como exemplos de coisas que eu tentarei não repetir para a minha filha, na expectativa de que ela tenha menos influências limitantes.

Coisas como: “O rio só corre para o mar”;

“Dinheiro não traz felicidade”;

“Não espere elogios quando acertar, mas espere críticas quando errar”;

São exemplos de tentativas infelizes que meus parentes ou amigos tiveram para me alertar sobre as “verdades” que eles sabiam da vida.

Tais propostas ficaram no meu subconsciente,.

Sabotando e viralizando outras tidas “verdades” que formaram meu mindset, ou configuração de crenças e valores.

Hoje eu trabalho diariamente para substituir cada uma dessas ditas “verdades”.

Que eu analiso, e que descubro que só me afastam dos meus objetivos.

Eles Não Tem Culpa

Cabe ressaltar que, apesar da boa intenção e da confiança que eu tinha nas pessoas que me diziam essas frases, o mais importante a se perceber foi que eu as ouvia e assimilava tudo que era dito como se por osmose.

Nenhuma crítica era feita pelo meu psiquê para questionar a veracidade ou validade daquilo que me era dito.

Portanto hoje eu tenho convicção de que, quem contava as “mentiras” para mim era eu mesmo, por simplesmente aceitar fatos como tendo significados.

Agora eu sei a distância que existe entre os dois.

Fatos são aqueles que incontestavelmente aconteceram.

Significado é aquilo que cada um de nós dá para cada fato.

E o mais incrível é que apenas mudando os significados que damos para cada fato é que mudamos quem realmente somos e consequentemente, mudamos o que fazemos e o que conseguimos a partir dessas ações.

>> Baixe AQUI o meu livro digital “Os 7 Passos da Superação <<

O Que Importa Na Vida

Levei 41 anos para descobrir que a verdade sobre a vida é, que ela é, o que fazemos dela.

Esse tempo todo para descobrir que eu criava ao meu redor a redoma que me continha, que me mantinha preso ao chão, impedido de voar.

Consigo hoje separar minha vida em antes e depois dos 40.

O significado dela antes disso era uma busca. Uma eterna busca por significado e sentido.

Depois de perceber algumas verdades sobre a minha pessoa e do porque eu havia chegado ao ponto em que cheguei, consegui ressignificar literalmente tudo ao meu redor.

Hoje eu sei que colho os frutos do que eu plantei, não somente do meu esforço, mas principalmente do que eu plantei na minha mente.

As sementes de desesperança e de escassez me tornaram uma pessoa que vivia em busca de um tesouro, um prêmio de consolação por seu esforço em me manter de pé diante dos diversos desafios da vida.

Hoje sei que essas sementes podem ser substituídas por novas e melhores sementes, que germinarão e trarão frutos maravilhosos de abundância e significado.

>> Baixe AQUI o meu livro digital “Os 7 Passos da Superação <<

Somos Hoje O Que Pensamos Ontem?

O que realmente importa na vida é que saibamos que temos a escolha em nossas mãos.

De sermos exatamente o que quisermos ser, e é essa a mensagem que devemos divulgar.

Para tomarmos essa decisão e começarmos a ser aquilo que realmente queremos, basta que fiquemos atentos à qualidade dos nossos pensamentos.

São eles que nos fazem agir e consequentemente nos trazem os resultados bons ou maus.

É uma matemática muito simples, porém a prática se mostra mais desafiadora do que qualquer escalada ao Everest.

Como viver fiscalizando os nossos pensamentos?

De maneira a expurgar aqueles que nos jogam para longe dos nossos sonhos?

A resposta para essa pergunta levou alguns anos para se apresentar para mim.

Pois apesar dela ser dita diariamente no mundo inteiro, ninguém dá a devida importância para ela e eu não era exceção.

A persistência é a chave para conseguir alcançar qualquer objetivo.

O foco em resolver essa questão definitivamente me traz uma certeza.

Que por mais desafiador que pareça, substituir todos os pensamentos que nos atrapalham, é sim possível.

Portanto basta que tenhamos vontade e nunca desistamos do propósito.

>> Baixe AQUI o meu livro digital “Os 7 Passos da Superação <<

O Que Faço Hoje Para Isso

Meditação, diário da gratidão, conversas com amigos que entendem da questão.

Boas leituras, não ver mais noticiário, são algumas das maneiras que eu uso para tornar possível.

A transformação dos meus pensamentos e crenças.

O mais importante é assumir que hoje somos exatamente o que programamos nossa mente para ser.

E que para sermos melhores amanhã, precisamos de pensamentos melhores.

O segundo é querer ser melhor e traçar um plano, mesmo que não se saiba como executá-lo para alcançar esse objetivo.

O terceiro é persistir nesse objetivo até encontrar uma forma de fazê-lo.

Parece uma fórmula simples, mas não deve ser tão simples assim.

Apenas 2 em Cada 100

Apenas 2% da população mundial tem resultados excelentes na vida e todas essas pessoas seguem essa mesma fórmula.

O mais incrível é que 98% das pessoas do mundo não agem assim.

Na sua maioria porque não sabem que esse é realmente o caminho para a realização pessoal.

Outro tanto sabe, mas não acredita ter a força de vontade necessária para agir de maneira persistente para alcançar algo.

Eu creio que seja hoje a minha obrigação mostrar para as pessoas que não conhecem “A Fórmula”, como ela funciona.

Quanto aqueles que sabem mas creem que não tem forças para ser o que desejam.

Só posso dizer que a vida os empurrará até a posição em que não haja outro caminho a seguir.

Eles já sabem o que precisam fazer, basta aceitar e seguir em frente.

E Você?

E você? Com qual dos 3 você se identifica?

Com aqueles que não sabiam que bastava essas 3 coisas para alcançar qualquer objetivo na vida?

Será que você já sabia que precisava ser assim, mas não se acha capaz?

Ou você já está no caminho para reformular seus pensamentos e transformar a sua vida?

E o mundo por consequência disso?!

Deixa um comentário abaixo me dizendo em qual das alternativas você se enquadra.

Ou se você não acreditou em nada do que eu falei.

Se gostou desse conteúdo, compartilhe com os amigos clicando no ícone de uma das mídias sociais abaixo.

Um abraço,
Felipe Baqui
Coach

Felipe Baqui

Felipe Baqui é analista de sistemas, advanced coach, especialista em desenvolvimento pessoal, tecnologia e marketing digital. Enfrentou aos 22 anos, a falência traumática de sua empresa. 10 anos depois começou um processo de autoconhecimento que possibilitou que hoje ele trabalhasse ajudando pessoas em processos de superação de grandes problemas.

Website: https://felipebaqui.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *